Grupo Fraterno de Assistência "Nossa Casa" - Grupo Fraterno de Assistência "Nossa Casa"

Grupo Fraterno de Assistência "Nossa Casa"

›› OS PAIS, OS JOVENS, AS DROGAS


Uma das grandes preocupações do mundo contemporâneo é pertinente às drogas, ou melhor dizendo, o envolvimento dos jovens, nossos filhos, com elas. E quando o fato ocorre em uma família não raro os pais perguntam-se: Onde foi que eu errei? E mil dúvidas perambulam pela cabeça de toda a família em busca de uma alternativa para a resolução de tão intrincado desafio. E fica outra pergunta: O que eu poderia ter feito para que isso não acontecesse?

Obviamente que não há uma receita para isso, até porque os filhos são espíritos imortais com bagagem e experiências, tendências e virtudes que desconhecemos. São, também, dotados de livre-arbítrio, além de não podermos vigia-los 24 horas por dia para que não se envolvam com o mundo dos entorpecentes. E o que fazer? O ideal é sempre antecipar. Dialogar muito com os filhos, interagir, participar de suas vidas e procurar identificar suas tendências. Enfim, aproximar-se do filho, um contato de alma para alma. Esta é, aliás, uma das grandes missões de quem recebeu pelas vias da reencarnação um espírito para orientá-lo. Mas apenas o diálogo resolve, perguntarão alguns? Óbvio que não daremos para tão complicada situação uma resposta simplista, de modo a fazer pensar que apenas dialogando iremos livrar nossos filhos das drogas. Todavia, consideremos que o diálogo e a participação na vida desses jovens é fundamental para aproxima-los de nós, abrindo caminhos para que nossos ensinamentos sejam melhor assimilados por eles.

Vale ainda destacar que muitos jovens adentram o universo do álcool bebericando aos 10, 11 anos nos copos de familiares que permitem que tal coisa ocorra. Os familiares dizem apenas: Sim, você pode tomar um gole de meu copo! Não há a conversa, apenas a permissividade. Tudo pode, tudo vale! E a criança, de natureza curiosa, quer mesmo experimentar. Ah, mas a criança geralmente é um espírito velho envergando corpo frágil. E como fica se tiver tendência aos vícios? Como freá-los depois? Muitos casos assim, de jovens bebericando em copos de familiares acabem dando enorme dor de cabeça não apenas aos pais, mas, sim, a toda sociedade.

Observemos, então, a negligência do comportamento. Se sabemos que essas crianças ou jovens são espíritos que podem trazer de outras existências tendências às drogas, como podemos permitir que convivam desde idade infantil com elas? Deixo para sugestão ao leitor interessante experiência narrada por um amigo. Diz ele: “Tenho dois filhos, um menino de 8 e uma menina de 14 anos e todos os domingos realizamos o Evangelho no Lar e o fazemos em frente ao computador assistindo o youtube desenhos animados sobre as parábolas de Jesus”. Você perguntará: Mas o que isso tem a ver com o temas drogas? Respondo que tem tudo a ver, porquanto – segundo meu amigo – essas reuniões estão desdobrando-se de forma tão agradável que, naturalmente, entra-se na abordagem de diversos assuntos da atualidade, tais como: sexo, drogas, consumismo e por aí vai… “Estamos tendo – diz ele – a oportunidade de diálogo. Estamos nos conhecendo melhor. Abrimos as portas de nossa relação para o diálogo. Pode ser que um deles envolva-se com drogas ou coisas ilícitas, todavia estamos, pela ferramenta do diálogo, mais próximos uns dos outros.” 

Encerro este curto texto dizendo a você, caro leitor: E, certamente, mais próximos de nossos filhos, equivale a dizer que eles estarão mais longe das drogas.

Pensemos nisso.

Wellington Balbo

Texto extraído integralmente do Jornal “O Clarim” – pág. 7 – junho de 2012.

Seja um colaborador

Sua contribuição é imprescindível para que possamos dar continuidade a este trabalho. Saiba mais

Calendário

Calendário

Localização

Como Chegar

Bazar Beneficiente

O GFA “Nossa Casa” possui um bazar com artigos novos e seminovos, doados por seus amigos, frequentadores e trabalhadores. Saiba mais

Atendimento Fraterno

O Atendimento Fraterno compreende os passes e palestras sobre o Evangelho realizados pela "Nossa Casa". Saiba mais

Indicação de Leitura

Buscando indicações e sugestões de leitura ? Compartilhe conosco suas necessidades e dúvidas. Saiba mais